domingo, 13 de fevereiro de 2011

Peleja

Calça cáqui, camisa branca desabotoada. Um chapéu de palha mal colocado na cabeça. Gastas sandálias franciscanas calçando seus pés sujos pela poeira da terra seca como sua garganta. Implora por um copo d'água, seja ardente ou não. Vê uma estrada. Pode-se ver a quentura saindo do asfalto velho assim como pode-se vê-la saindo do carvão em brasa. Segue seu caminho pelo meio da estrada. Um carro, uma alma viva que viesse por ali seria uma bênção. "E Ele vai me abençoar mais uma vez" pensou o andarilho em sua fé católica.

A bênção veio, mas foi à cavalo. Uma bonita moçoila, montada numa velha carroça, abre os lábios carnundos em um sorriso estonteante para o andarilho. O suor fazia com que seu cabelo ondulado ficasse agarrado ao pescoço.Trajava um vestido estampado em pequenas e múltiplas flores, a pele queimada e castigada pelo sol nordestino.

-É miragem? - perguntou o andarilho.

-Nem s'eu subesse o que que é isso, moço. - o sorriso não saíra de sua boca - Vai uma caroninha?

Sem responder, o homem subiu na carroça e se sentou ao lado da moça. Ele não pode deixar de evitar uma olhada de soslaio em suas grossas pernas. Seguiram quietos até um casebre de sapê onde a moça parou a carroça com um "ôôôua". A porta de entrada era na cozinha, chão de cimento batido, flores num copo em cima da pia.

A menina encheu um copo d'água da torneira e deu ao homem.

-Antes quo sinhô morra - acrescentou.

-Gradecido.

-Donde o sinhô vem?

-Ah, cê num va sabê onde é não.

-E pronde tá ino?

-Num sei não.

-Como, num sabe, num dicidiu?

-Deus decide, menina. Eu só ando.

A moça não precisava de palavras para expressar sua perplexidade.

-Ninguém sabe pra onde tá indo, Deus decide tudo e as pessoas saem andando por aí. Sem rumo, sem ter certeza daonde vão parar.

-Tendi.

A moça encheu o copo do andarilho novamente.

-E você, mora com quem?

-Marido e filho.

-Quantos anos?

-Desessete primavera.

-Já com essa vida?

-Deus decide pronde nóis vai, moço. Mas Ele num é bobo de mandar todo mundo pelo mesmo caminho.

Um comentário:

Má Midlej disse...

Nossa, nossa, nossa! >,<
Eu estou apaixonada por isso a cada vez que eu venho ler rs